No último dia 11(05) Solânea sediou o que seria a última plenária do ciclo 2018 do Orçamento Democrático no Ginásio de esporte “Adauto Silva”.

O Governador Ricardo Coutinho, reuniu horas antes na sede do Grêmio Morenense importantes nomes da política estadual. Com o objetivo de debater estratégias para as eleições de 2018 e as ações para o desenvolvimento da região, o encontro contou com as presenças do deputado federal, Efraim Filho; Representando a Assembléia Legislativa do estado, o deputado Ricardo Barbosa; Prefeito anfitrião, Kayser Rocha; Ex senador, Efraim Morais; Secretários de estado; Além da participação de Prefeitos, Vice-prefeitos, Vereadores de toda região do Brejo e Curimataú.

O ponto alto do encontro se deu quando Efraim Morais, em um discurso emocionante e muito vibrante, foi aplaudido de pé e em seguida teve nome aclamado por todos que lotavam as dependências do Grêmio Morenense, por entenderem ser o seu nome o melhor para compor ao lado de João Azevedo a chapa majoritária nas eleições de outubro próximo.

Deputado estadual e federal por duas vezes em ambos os cargos e Senador da República, Efraim Morais cairia como uma luva por trazer o equilíbrio Geopolítico do interior- sertão, somado ao conceituado e técnico João Azevedo e Veneziano como representante da Rainha da Borborema.

“Fortalecimento dos municípios e ações que promovam o desenvolvimento regional”, deram o tom das palavras de Efraim.

Os Prefeitos Kayser Rocha e Douglas Lucena, de Solânea e Bananeiras, respectivamente, procurados por nossa redação, disseram que a união PSB e DEM é uma mistura que dá certo. Esse projeto sempre foi muito alinhado e sobretudo muito leal. “O nome de Efraim Morais se dar após mobilização da militância, indiscutivelmente ele é o melhor nome para disputar ao lado de João Azevedo e dar continuidade ao trabalho em nosso estado, concluiu o prefeito Kayser.

“Exemplo de força e determinação, sempre muito próximo do povo, o nome de Efraim Morais, com base consolidada em todo estado, viria pra agregar e balancear a chapa com João Azevedo, garantindo um equilíbrio geopolítico para as eleições em 2018 , pontuou Douglas.

Assessoria